top of page
  • Foto do escritorAline Silva | PhishX

Como definir um orçamento de cibersegurança?

Nos últimos anos presenciamos diversos avanços tecnológicos e com isso a sociedade evoluiu em torno dessas transformações, neste curso a tecnologia se tornou um elemento indispensável nas empresas.


Apesar das organizações investirem muito nesses avanços, eles acabam não tendo as mesmas preocupações com a cibersegurança. É preciso entender que no mesmo movimento que as tecnologias evoluem os golpes e ataques cibernéticos crescem na mesma velocidade.


Por isso, é essencial garantir a proteção dos dados e informações importantes da sua instituição, para que isso aconteça é preciso que se defina um orçamento e tenha um valor estipulado para as ações.


Afinal, contar com a sorte ou não planejar essas medidas, é um grande erro que pode acabar custando mais caro ou ainda pior manchar o nome da sua empresa no mercado.


Saiba que medidas de cibersegurança conseguem combater ameaças virtuais, conscientizar seus colaboradores, prevenir problemas e mitigar riscos.


Quer saber quais passos são necessários para definir um orçamento de cibersegurança eficaz? Continue lendo esse texto e saiba como proteger sua organização dos ricos cibernéticos.


Por que investir em cibersegurança?


Antes de definir ações para um orçamento de cibersegurança, é importante que você entenda o porquê a cibersegurança é um pilar fundamental para sua instituição.


Saiba que os ataques cibernéticos são uma realidade no mundo todo, de acordo com dados da Fortinet, empresa de soluções em segurança cibernética, mostra que os ataques no Brasil cresceram 94% no último ano.


Esse é um número alarmante e demonstra como as empresas não dão a devida importância para esse tema.


É preciso entender que como as organizações são locais de muito acesso, elas precisam de um plano de cibersegurança robusto e eficaz que seja composto por algumas medidas efetivas.


Quando as instituições dão a devida importância para a segurança da informação, e valorizam que essa é uma ação que precisa estar em seu orçamento, conseguem proteger todos os dados, criar uma cultura de conscientização e com isso se proteger de ataques.


Afinal, um ataque cibernético gera uma série de prejuízos como:

  • Bloqueio de algum sistema interno;

  • Paralisação das vendas;

  • Paralisação da linha de produção;

  • Vazamento de informações sigilosas;

  • Vazamento de propriedade intelectual.


Todas essas ações são prejudiciais para a empresa e podem colocar em risco qualquer empreendimento, por isso é fundamental que as medidas de cibersegurança sejam uma prioridade e estejam presentes no orçamento da instituição.


Fato que nem sempre é uma realidade, pois a maioria das empresas acreditam que estão seguras e por isso não investem em cibersegurança, o que é um grande erro.


Pense que você não tem controle sobre todas as informações que são compartilhadas entre os seus funcionários, nem em qual site ou link eles estão clicando.


Dessa forma, sua empresa pode estar enfrentando um ataque neste momento e você só terá ciência quando for tarde demais. Por isso a prevenção é a melhor escolha.


Como criar um orçamento?


Agora que você já entendeu que a cibersegurança deve ser prioridade para a sua empresa, vamos falar um pouco sobre como você pode criar um orçamento para essas ações.


Antes de tudo é importante que você entenda que não existe um valor fixo ou definido para todas as empresas, afinal cada instituição possui uma realidade, um número de funcionários e uma ação no mercado.


De acordo com estudos da Deloitte e do Financial Services Information Sharing and Analysis, os bancos e outras instituições do serviço financeiro gastam em média de 6% a 14% do seu orçamento de TI em segurança cibernética.


Isso acontece, pois essas empresas tendem a ser uma das áreas mais visadas em golpes, por isso elas costumam investir mais em segurança, para proteger os dados dos seus clientes.


Mas como mencionado, não existe uma resposta certa ou um valor a ser definido, para a construção de um orçamento de cibersegurança, saiba que existem alguns fatores que influenciam nessas decisões.


Veja a seguir algumas etapas para te ajudar nessa missão.


1. Faça um inventário


Antes de começar a pensar em valores, é importante conhecer a empresa, dessa forma a equipe consegue criar um panorama da situação e ter informações que precisa para definir o orçamento.


É preciso saber sobre os seus ativos, pensar nas leis e regulamentações do setor que podem afetar o negócio.


Por isso é fundamental que informações como:


  • Tamanho da empresa;

  • O setor em que atua;

  • Quais são os tipos de dados processados;

  • As leis e regulamentações que podem afetar a operação.


Estejam claras e atualizadas, pois somente com todas essas informações em mãos será possível dar os próximos passos e definir um orçamento preciso e eficaz. Lembrem-se que as informações e dados são sua melhor aliada em todo o processo.


2. Avaliação de Riscos


Feito o inventário e com todos os dados sobre a empresa em mãos, chegou a hora de avaliar os ricos e entender quais são as ameaças iminentes para a organização.


Para isso, você precisa identificar os ativos críticos, avaliar todas as vulnerabilidades e analisar quais são as consequências das violações de segurança.


Ou seja, você precisa de dados e informações que mostrem como os seus funcionários lidam com possíveis ameaças e como seria caso de fato acontecesse um ataque. Essas informações te ajudam a criar ações de proteção e definir quanto do seu orçamento é necessário para resolver esse problema.


3. Natureza dos Dados


Com as informações em mãos sobre os tipos de dados que a sua empresa manipula, você consegue entender quanto do seu orçamento precisa ser destinado para a cibersegurança.


Por exemplo, se a empresa lida com informações sensíveis, como dados financeiros ou informações pessoais, como no caso de lojas e comércios em geral, é preciso que se tenha um investimento maior.


Caso seja uma indústria farmacêutica, os dados e informações gerados são diferentes e precisam de um outro tipo de tratamento. Todas essas informações são essenciais para definir quais valores e ações precisam ser tomadas.


4. Entender os processos da organização


A próxima etapa é entender um pouco mais sobre a organização e quais são os processos que envolvem a cadeia de trabalho e armazenamento de dados.


Dessa forma você precisa entender como são feitos os processos de armazenamento e coleta de dados, se todos passam por algum sistema de segurança, quais são as pessoas que estão envolvidas neste processo, se elas têm ciência dos riscos cibernéticos.


Também é preciso saber se existem outras organizações envolvidas neste caminho, como esses dados são compartilhados e armazenados, se são usados algum tipo de software e principalmente quais são as vulnerabilidades nesse processo.


5. Histórico de Incidentes


Outro fator importante que se deve levar em consideração ao criar um orçamento para cibersegurança é avaliar o histórico de incidentes que a sua empresa enfrentou no passado.


Esses ataques anteriores podem ser um norte para te ajudar a entender as vulnerabilidades da sua instituição e saber quais ações podem ser mais efetivas. Isso inclui avaliar os colaboradores, setores, a gerência e todos os aspectos internos e externos.


Pense que se houve violações anteriores, é um sinal de que é necessário aumentar os investimentos em cibersegurança.


6. Conformidade e Regulamentações


Por último, mas não menos importante, é preciso estar atento às regulamentações, com o mapeamento delas é preciso entender quais são as diretrizes que você precisa tomar e quanto do seu orçamento será gasto com esses processos.


Definição dos gastos


Após todos os processos, e entendendo de fato como a sua empresa funciona e quais mecanismos serão precisos para iniciar os processos de cibersegurança, você terá uma ideia clara de todas as necessidades.


Feito isso você precisa entender qual o orçamento da equipe de TI e acima de tudo quais são as suas prioridades de segurança.


Como você já fez todo o diagnóstico da sua instituição, entende exatamente quais são as vulnerabilidades e o que deve ser feito para que elas sejam resolvidas. Isso traz mais foco e eficiência para o orçamento.


Dessa forma, você precisa estabelecer prioridades e começar a definir os gastos. Uma boa maneira de tratar sobre cibersegurança na sua empresa é mostrar o Retorno do Investimento (ROI) em segurança cibernética.


Assim você mostra para a sua equipe quais são as perdas financeiras que seriam causadas por uma violação de dados ou um incidente, deixando claro que a prevenção e ações de combates a ataques são mais vantajosas e seguras para todos.


Seguindo todas essas dicas é possível definir um orçamento preciso e feito para as suas necessidades, adaptando ao ambiente e as ameaças. Lembre-se de manter um equilíbrio entre prevenção, detecção e resposta a incidentes para garantir uma postura de segurança eficaz.


Somente dessa forma você terá programas de conscientização e ações capazes de mitigar os riscos.


Como a Phishx pode te ajudar?


A PhishX é um ecossistema voltado para conscientização em cibersegurança, por meio da nossa plataforma as instituições têm acesso a dados e informações relevantes que permitem consolidar uma política de segurança da informação.


Dessa forma, é possível criar campanhas e simulações de phishing, entender a maturidade dos colaboradores em relação aos ataques, saber quantas pessoas estão vulneráveis e como esses ataques podem afetar a sua empresa.


Além disso, disponibilizamos relatórios, onde é possível estabelecer um padrão e entender quais são as áreas que mais precisam de atenção. 


Nossa plataforma também auxilia em todo o processo de conscientização, temos inúmeros materiais que informam e educam as pessoas, criando treinamentos voltados para a segurança da informação.


Por meio desses conteúdos é possível mostrar para todos as vulnerabilidades e porque é importante estar atento a esses ataques. Educando os seus colaboradores, você consegue mitigar os riscos e investir o seu orçamento da melhor forma possível.




um homem e uma mulher branca sentados em uma mesa de escritório, segurando alguns papéis.
Definir um orçamento para ações de cibersegurança é crucial para as organizações.




58 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page