top of page
  • Foto do escritorAudrey Fontelas

Por que as pessoas devem ser conscientizadas sobre os riscos cibernéticos?

Atualizado: 16 de dez. de 2022

A palavra conscientização está cada vez mais inserida no vocabulário das organizações, mas por que as pessoas devem ser conscientizadas sobre os riscos cibernéticos?


Nos dias atuais, as informações circulam a todo segundo. Sendo assim, as pessoas estão cada vez mais informadas. Porém, isso não significa que estão mais conscientes.


A conscientização está ligada à informação, mas também à repetição, estudo e ao engajamento das pessoas no tema. Porém, a falta de conscientização pode causar diversos problemas, como riscos à saúde, riscos cibernéticos e também ambientais.

Sendo assim, você sabe quais as consequências que a falta de conscientização pode causar para a sua organização?


Quais são os problemas que a falta de conscientização pode ocasionar?


Já imaginou clicar em um link e todos os seus dados fossem roubados? Esse é um dos problemas que a falta de conscientização pode causar. Segundo levantamento realizado neste ano, 286 mil brasileiros tiveram seus dados sensíveis expostos na internet em 2022.


Dessa maneira, a falta de conscientização dentro e fora das organizações pode ajudar no aumento do número de vítimas. Isso ocorre por conta da falta de investimento em Segurança da Informação e na conscientização das pessoas.

Além disso, também vemos esses problemas de conscientização sobre o meio ambiente e na prevenção à saúde física e mental.


Podemos citar o exemplo de muitos casos de problemas de saúde que poderiam ser evitados se as pessoas realizassem exames de rotina e tivessem acompanhamento médico.


Prejuízos causados pela falta de conscientização dentro das organizações


As consequências pela falta de conscientização das pessoas, reflete no aumento do número de ataques cibernéticos em 2022. No primeiro semestre, ocorreram 31,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos a organizações.


Grande parte desses ataques começaram através de falhas humanas. Assim, grupos criminosos se aproveitam de ataques focados em pessoas para ter acesso a outros sistemas.


Segundo a Federação Brasileira de Bancos, houve um aumento de 80% dos ataques de phishing no primeiro semestre de 2022. Isso indica que as pessoas são cada vez mais importantes para a segurança cibernética das organizações.


Dessa maneira, podemos observar como a falta de conscientização das pessoas pode afetar as organizações e as pessoas.


Priorize a conscientização sobre os riscos cibernéticos


Priorizar a conscientização é o primeiro passo a ser dado para diminuir a vulnerabilidade da sua organização. Dessa maneira, as pessoas vão saber como se defender, entender os riscos e como devem se comportar diante de uma ameaça.


Para fazer isso, as organizações estão encontrando algumas maneiras para aproximar as pessoas do tema. Utilizando palestras e treinamento, elas se aproximam mais do público, demonstrando como as ameaças digitais podem afetar diretamente a vida das pessoas.


Dessa forma, as pessoas também estão se aproximando mais do tema da segurança digital, compreendendo a importância de se proteger digitalmente.


Além disso, podemos observar outros tipos de campanhas de conscientização que contribuem muito para a participação e o engajamento da sociedade.


Na área da saúde, por exemplo, campanhas de conscientização como o Outubro Rosa, estão contribuindo para aumentar o engajamento das mulheres sobre os riscos do câncer de mama. Isso gerou um aumento na procura para fazer os exames necessários.


Como são feitas as campanhas de conscientização


No país, existem meses de campanhas de conscientização, como setembro amarelo, outubro rosa e novembro azul. Também existem as campanhas de vacinação para que as pessoas possam manter a sua imunidade contra doenças graves.


Dessa maneira, essas campanhas existentes promovem a conscientização e despertam o interesse da sociedade para a causa.


Sendo assim, as campanhas conseguem atingir o seu público alvo. Levando as pessoas a terem mais consciência sobre o assunto, entendendo a importância do tema e se prevenindo de possíveis riscos.


Coloque a conscientização em primeiro lugar


As pessoas precisam se conscientizar para diminuir o número de vítimas. Dessa maneira, os temas precisam ser estudados e compreendidos. Além disso, podemos demonstrar métodos para se proteger e como agir em casos críticos.


Sendo assim, as campanhas promovidas todos os meses ajudam milhares de pessoas a se conscientizarem. Por isso, é essencial manter campanhas recorrentes, que tratam sobre assuntos cotidianos e trazem exemplos próximos da realidade das pessoas.


Para isso, precisamos estabelecer parâmetros que podem manter um programa de conscientização em funcionamento. Como realizar simulações, distribuir comunicados e testar os conhecimentos das pessoas, facilitando o aprendizado.


Conte com o ecossistema da PhishX para estabelecer um programa de conscientização sobre segurança digital. Através da nossa biblioteca de conteúdos, você pode facilitar a conscientização das pessoas da sua organização.


Além disso, o nosso time de Customer Success te ajuda a elaborar campanhas recorrentes, trazendo assuntos atuais para os treinamentos. Isso faz com que a segurança digital se torne parte do dia a dia de cada um.



Ao fundo da imagem, vemos uma menina asiática estudando.  Ao centro da imagem, temos o texto "Por que as pessoas devem ser conscientizadas sobre os riscos cibernéticos?"
Você sabe por que as pessoas devem ser conscientizadas sobre os riscos cibernéticos?

Comments


bottom of page