• Rafael Iamonti

Ataques cibernéticos: quais são os prejuízos para as organizações

Atualizado: 30 de set. de 2021

A segurança digital se tornou um dos pontos chave para as organizações nos últimos anos. O crescimento do número de ataques cibernéticos em todo o mundo fez com que as instituições se preocupassem ainda mais com segurança digital.


Esses crimes virtuais viraram comuns e comprometem a segurança de informações importantes. Além disso, estão paralisando operações em todo o planeta, causando prejuízos gigantescos.


Relatórios elaborados por grandes consultorias afirmam que o número de ataques focados em sistemas corporativos foi três vezes maior do que no período pré-pandemia. Esse é um fato essencial para compreendermos de que forma as organizações têm sofrido prejuízos que vão além dos financeiros.


Quais são os tipos de ataques cibernéticos?


Notícias que tratam sobre o vazamento de dados ou crimes cibernéticos têm ocupado um tempo ainda maior nos jornais. Com o aumento do número de pessoas trabalhando remotamente, as empresas públicas e privadas ficaram ainda mais vulneráveis.


Grupos criminosos operam diversas formas de ataques cibernéticos. Eles podem explorar diferentes vulnerabilidades para cumprir seus objetivos, como sequestrar informações ou desviar fundos.


Mas não são apenas as grandes organizações que estão sujeitas a esse tipo de ameaça. Os alvos também são empresas de pequeno e médio porte, assim como instituições públicas e até mesmo tribunais.


Atualmente, o tipo de ataque cibernético mais falado na mídia é o ransomware. Nele, os criminosos infiltram softwares maliciosos para sequestrar e roubar informações. Com esses dados em mãos, podem paralisar os sistemas que dependem deles, exigindo resgates para restabelecer as operações.


Além disso, os Ataques de Distribuição de Negação de Serviço, conhecidos como DDoS, também são muito utilizados. Esses ataques derrubam sites ou serviços através da sobrecarga de servidores. Dessa forma, negócios como comércios eletrônicos podem ser muito afetados por esse tipo de crime cibernético.


Mas também existem muitas outras técnicas, como o phishing. Essa é uma das técnicas de engenharia social, elas buscam enganar as pessoas a clicarem em um link malicioso, que pode roubar informações como senhas. Outra forma utilizada pelos criminosos é a exploração de vulnerabilidades de sistemas desatualizados.


De que forma esses ataques podem causar prejuízos


Estima-se que os ataques cibernéticos podem causar prejuízos de cerca de seis trilhões de dólares em todo o mundo neste ano. Porém, os custos específicos podem variar muito, o que vai depender do tipo de ataque.


Como já dissemos, muitas estratégias podem paralisar completamente uma organização. Além de sobrecarregar sistemas e sequestrar informações, os criminosos também podem ameaçar vazar dados considerados sensíveis. Isso pode causar um grande impacto financeiro. As leis de proteção de dados que estão entrando em vigor no mundo todo penalizam e multam organizações que sofrem vazamentos.


Mas os prejuízos podem ir muito além dos financeiros. Esses ataques cibernéticos podem afetar de forma negativa a reputação das organizações. O que pode fazer com que elas percam autoridade dentro do mercado. Isso pode impactar em futuras vendas, ou na renovação de clientes.


Estudos indicam que nem todos os efeitos desses crimes podem ser sentidos imediatamente. Muitas organizações sentem as consequências tempos depois, sofrendo com a desconfiança de investidores.


Para lidar melhor com as ameaças, é importante que as organizações tracem planos concretos para se prevenir e até mesmo lidar com esse tipo de ataques. Vamos ver algumas dicas que podem colaborar com a segurança digital da sua organização.


Como as organizações podem melhorar sua segurança digital


Existem pontos fundamentais para se proteger desses ataques cibernéticos. Sabemos que as organizações investem milhões em pessoas e soluções para garantir a segurança de seus sistemas e dados. Mas basta uma brecha para que tudo seja comprometido.


Criminosos precisam de somente uma oportunidade para se infiltrar. Por isso, é muito importante que todas as estratégias de segurança da informação estejam alinhadas. Realizar campanhas que simulam ataques de phishing é um ponto importante para que as pessoas conheçam os golpes cibernéticos.


Além disso, definir políticas claras de segurança da informação e diretrizes de uso dos recursos computacionais pode diminuir os riscos cibernéticos. Também é preciso que todas as pessoas tenham acesso a esses documentos, fazendo com que elas disseminem as políticas corporativas.


A PhishX permite que a equipe de segurança de informação se integre com toda a organização. Através da nossa plataforma, é possível realizar campanhas de simulação, além de enviar comunicados e distribuir políticas, garantindo legalmente que as pessoas tenham recebido os conteúdos. Entre em contato com o nosso time comercial para saber como tornar as pessoas parte ativa das estratégias de segurança.


Com o PhishX Assistant, as pessoas podem reportar possíveis ameaças. Nosso assistente pessoal analisa os casos, sem precisar que alguém do time de segurança da informação faça essa análise, o que gera uma grande diminuição de chamados para verificar possíveis golpes.


Realizar um levantamento do inventário de dispositivos e ferramentas, mantendo todos atualizados, e fazer uma avaliação contínua de vulnerabilidades também é um passo importante para mitigar ameaças.


Por fim, em caso de ataques, é importante definir estratégias para reconhecer as ameaças, responder ao ataque e recuperar informações importantes.


Ataques cibernéticos: quais são os prejuízos para as organizações

113 visualizações0 comentário