top of page
  • Foto do escritorAline Silva | PhishX

O que é Account Takeover e quais os riscos para as organizações financeiras?

As organizações financeiras lidam com diversas informações dos seus clientes, dados que são valiosos para os criminosos. Por isso, essas instituições são visadas por crimes de fraudes e ataques cibernéticos. 

 

O Account Takeover (ATO) é um ataque cada vez mais frequente entre as empresas financeiras, comércios eletrônicos e outros serviços digitais, isso porque os criminosos roubam credenciais para realizar inúmeros golpes. 

 

Com o uso de bots automatizados e outros métodos, os cibercriminosos usam as credenciais roubadas para ter acesso e controlar as contas das pessoas. 

 

Esses ataques representam uma série de riscos para as organizações financeiras, afinal vivemos em um mundo cada vez mais conectado, onde dados e informações caminham livremente pela internet. 

 

Por isso a cibersegurança é tão essencial para a sociedade e para as organizações, somente com a proteção devida é possível mitigar esses riscos. 

 

Quer saber como ocorrem os ataques de Account Takeover e como as organizações financeiras podem se proteger desses golpes? Continue lendo esse texto e saiba mais. 


Afinal, o que é Account Takeover?

 

Account Takeover é um termo que pode ser traduzido livremente para o português como invasão de conta, mas não é uma simples invasão de roubos de dados para realizar uma única compra ou contratar um serviço. 

 

Nessa fraude, os criminosos invadem as contas e modificam os dados de login, com isso eles se apropriam da identidade de suas vítimas e conseguem realizar uma série de fraudes que podem prejudicar financeira e judicialmente as pessoas. 

 

Quando os criminosos alteram as credenciais das suas vítimas, eles conseguem realizar diversas ações como: 

  

  • Transação financeiras; 

  • Cometer ataques contra pessoas físicas ou jurídicas; 

  • Acessar redes sociais; 

  • Plataformas corporativas; 

  • Sites de games online.  

 

Com isso, ele tem acesso a todos os acessos e as pessoas não conseguem entrar em suas contas. Esse roubo de identidade é muito perigoso, pois os criminosos utilizam essas informações para cometer os crimes em nome de suas vítimas. 


Como esses ataques acontecem? 


Os ataques de Account Takeover ocorrem após ações fraudulentas, como engenharia social, bots programados para simulação de diferentes senhas por minuto, compras em mercados clandestinos ou até mesmo por negligência de segurança das pessoas. 

 

Primeiro eles obtêm credenciais de login, com elas os criminosos acessam a conta do usuário legítimo e uma vez na conta, ele pode realizar várias atividades como transferir dinheiro, solicitar novos cartões de crédito e realizar transações criminosas. 


Como as credenciais são roubadas? 


As credenciais podem ser roubadas de diversas formas, além de serem obtidas por meio de vazamentos de dados, em organizações públicas ou privadas, podem surgir de ataques que já são conhecidos no mundo digital. 

 

Como os ataques de phishing, onde os criminosos direcionam seus golpes por meio de e-mails, mensagens de texto e até mesmo conversas em redes sociais ou aplicativos. Seu intuito é fazer com que as pessoas compartilhem informações confidenciais. 

 

Essas informações podem sem credenciais de login, dados pessoais ou até mesmo informações bancárias. Com as informações em mãos, os criminosos conseguem acessar as contas e realizar diversas ações. 

 

Os malware também representam riscos para a segurança dos dados e podem ser usados pelos criminosos para os ataques de Account Takeover. 

 

Nesse tipo de ataque, são roubadas credenciais por meio de scripts maliciosos que se encontram em formulários de finalização de compras online. Com isso, as pessoas digitam seus dados e essas informações são direcionadas para os criminosos. 

 

Ao obter essas informações os cibercriminosos podem utilizá-las em suas fraudes, mas também podem vendê-las no mercado clandestino, com isso eles obtêm lucratividade e os dados de suas vítimas podem ser usados por diversas pessoas. 

 

Além desses ataques, os criminosos muitas vezes utilizam a técnica Man-in-the-Middle (MitM), onde eles interceptam mensagens ou transações de dados inserindo-os como proxies entre duas partes legítimas que participam da comunicação de dados.  

 

Ou seja, eles conseguem interceptar a transferência das informações e todos os dados compartilhados em ambos os lados, além de, claro, extrair credenciais de login e outros dados pessoais. 

 

Independente da forma como as credenciais são roubadas, depois que os invasores conseguem as informações necessárias, eles iniciam o processo de credencial stuffing.  

 

Como a maioria das pessoas utiliza os mesmos nomes de usuários e senhas em diferentes sites, essas credenciais são facilmente utilizadas e exploradas por criminosos e seus bots automatizados. 

 

Quando os invasores conseguem assumir o controle das contas, mudam as credenciais e bloqueiam o acesso das vítimas, com isso eles extraem recursos e usam as contas para cometer uma série de fraudes. 


Quais os riscos para as organizações financeiras?

 

Como vimos, os ataques de Account Takeover são muito prejudiciais para as pessoas, existem casos em que os criminosos utilizam as contas de suas vítimas para receber transferências de sequestros e outras ações criminosas. 

 

De acordo com estimativas do relatório do American Banker, as perdas provocadas por esses ataques, tendem a ultrapassar US$ 343 bilhões no mundo entre os anos de 2023 e 2027. 

 

As empresas financeiras são as grandes vítimas desses criminosos, isso porque elas armazenam informações pessoais e credenciais de inúmeras pessoas. Caso aconteça algum vazamento de dados por meio do Account Takeover, os danos são irreparáveis. 

 

Essas organizações podem perder a confiança e fidelidade dos seus clientes, afinal ninguém quer ter conta em uma empresa que não protege seus dados. O fim dessas relações comerciais pode ter um forte impacto financeiro. 

 

Além disso, essas instituições podem enfrentar sanções judiciais e consequências relacionadas à conformidade legal, pelo fato de não protegerem os dados das pessoas. 

 

Isso porque existem inúmeras legislações e normas no mundo todo que devem ser seguidas pelas empresas. O seu objetivo é assegurar a privacidade de dados de toda sociedade e impor sanções monetárias caso esses direitos sejam feridos. 

 

O Account Takeover pode impactar de maneira negativa a economia em sua totalidade, principalmente se ocorrer ataques em escala nacional ou global.  

 

Isso porque ela afeta inúmeras pessoas e empresas financeiras, abalando a confiança dos investidores e desencadeando uma crise financeira sem precedentes. 


Como se proteger do Account Takeover? 


Os riscos são eminentes, mas saiba que existem algumas ações que podem mitigar esses riscos e proteger os dados da sua instituição financeira contra os ataques de Account Takeover. 


Invista em conscientização 


Como você pode observar no decorrer do texto, as credenciais são roubadas por meio de ataques direcionados para as pessoas, são elas que abrem brechas tanto em suas contas pessoais como em sistemas de organizações. 

 

Por isso, uma das formas mais eficazes para mitigar esses riscos é por meio da conscientização e de um programa voltado para a segurança de dados. É preciso capacitar as pessoas para que elas saibam identificar e se proteger dos riscos. 

 

Muitas pessoas nunca ouviram falar sobre Account Takeover e como essa fraude pode ser prejudicial para os dados da empresa e a economia do país, conscientizá-las é fazer com que elas entendam que são parte da segurança de uma organização. 

 

Por isso, elas precisam se atentar aos riscos cibernéticos, não clicar em links maliciosos, utilizar senhas e autenticação multifatorial e acima de tudo reportar qualquer atividade suspeita. 

 

Implemente medidas de autenticação 


As autenticações são essenciais para garantir a segurança dos dados, isso porque elas adicionam uma camada a mais de segurança e ajudam a mitigar os riscos. Quando falamos de ataques de Account Takeover, essa proteção é ainda mais necessária. 

 

Com o uso de autenticação, as pessoas precisam informar dois ou mais fatores de verificação, além de dados como nome de usuário e senhas, isso dificulta as ações dos criminosos ao conseguirem as credenciais. 

 

Dessa forma, conforme as pessoas e organizações aumentam o nível de segurança, os criminosos enfrentam processos mais rigorosos para conseguirem os acessos, diminuindo suas ações. 


Monitoramento e Análise de Comportamento 


Como os ataques de Account Takeover visam o comportamento das pessoas, é importante que as organizações utilizem sistemas de monitoramento que detectem atividades suspeitas e padrões anormais nas contas das pessoas. 

 

Esse acompanhamento auxilia as organizações a saberem as contas acessadas pelas pessoas, se os sistemas estão atualizados e quais os riscos que cada um pode oferecer para a privacidade de dados. 

 

As organizações têm a responsabilidade de monitorar regularmente as atividades de todas as suas equipes, isso ajuda a mitigar os riscos. 

 

A PhishX no combate do Account Takeover 

 

O Account Takeover é uma ameaça crescente no setor financeiro, isso porque os criminosos visam essas organizações e os seus dados. Como vimos, os ataques direcionados e a falta de conscientização são fatores de risco para essas ações. 

 

A PhishX é um ecossistema especializado em levar informação, conhecimento e conformidade para todas as pessoas, nossa plataforma conta com uma série de soluções e estratégias para ajudar essas instituições a se protegerem. 


Conscientização em segurança digital 

A PhishX oferece treinamentos sobre segurança digital focados em conscientizar as pessoas sobre as técnicas e métodos usados em ataques, por meio dos nossos materiais é possível destacar a importância de se proteger do Account Takeover.  


Ao educar as pessoas sobre como identificar sinais de phishing, malware e outras táticas de engenharia social, as organizações conseguem reduzir o risco de ataques que comprometem as credenciais de acesso. 


Simulações de Phishing 

Muitos Account Takeover são originados de ataques de phishing. Por isso, é fundamental que as pessoas saibam reconhecer essas mensagens e consigam se proteger. 

 

Em nossa plataforma, as organizações financeiras conseguem realizar simulações de phishing regulares, temos uma base de dados com inúmeras campanhas, com isso você prepara as pessoas para todos os tipos de ataques. 

 

As simulações ajudam a identificar pontos fracos e treinar as pessoas a reagirem adequadamente a ataques reais. 


Monitoramento e Análise de Comportamento 

O monitoramento é muito importante, com ele é possível identificar comportamentos de riscos e agir para que esse problema seja resolvido, criando soluções antes que os ataques aconteçam. 


Nossa plataforma inclui ferramentas avançadas de monitoramento que analisam o comportamento das pessoas e detectam atividades suspeitas.  


É possível identificar os dispositivos que estão sendo utilizados na organização, se eles são homologados e se estão atualizados. Isso permite que as empresas financeiras identifiquem tentativas de ATO em tempo real e tomem medidas imediatas para mitigar os riscos. 


A PhishX fornece um ecossistema completo de ferramentas e estratégias para capacitar as pessoas e proteger as empresas financeiras contra o Account Takeover.  


Com treinamentos personalizados, simulações de phishing, monitoramento avançado e campanhas educativas, a PhishX garante que as organizações estejam preparadas para proteger suas contas e dados sensíveis contra acessos não autorizados. 




Dois homens em uma estação de trabalho de cibersegurança, concentrados em várias telas de computador com gráficos e informações técnicas. Um deles, usando um moletom com capuz, aponta para uma tela enquanto o outro examina atentamente. O ambiente é escuro, com iluminação suave, e há uma xícara de café na mesa, sugerindo longas horas de trabalho intenso e focado.
O Account Takeover é um risco para as organizações financeiras.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page